(c)alada

0
15:16

Tu, eu e a estrela.
Sei bem que aprendestes a voar,
de quando em vez retorna,
a estrela sorri, e faz constelar.

E eu que vejo a estrela,
sei que ainda estou lá;
Não sei se por pura sorte,
mas assim me rascunha a morte:
Canário bonito,
Nunca soubestes voar.

Sobre o autor

Kauê Vargas Sitó, tenho 22 anos e sou natural de Alegrete-RS. Sou escritor, compositor, blogueiro, músico, pseuudoprogramador e entusiasta da web. Atualmente moro em Porto Alegre e estudo na UFRGS.

0 comentários: