lindo e vulgar

0
18:25
que eu possa ver a relva na tua aurora
e por hora
eu me contente
que sejamos fogaréu
que sejamos mar
que sejamos par
ao léu
desconstruiremos o purgatório das ideias
por mais que soe
lindo e vulgar
domingo vai nascer
o sol das nossas vidas.

Sobre o autor

Kauê Vargas Sitó, tenho 22 anos e sou natural de Alegrete-RS. Sou escritor, compositor, blogueiro, músico, pseuudoprogramador e entusiasta da web. Atualmente moro em Porto Alegre e estudo na UFRGS.

0 comentários: